Inflamação anal no cão: causas e diagnóstico

Uma inflamação anal em cães é extremamente desagradável para isso. Existem várias causas da doença em questão. Veja como isso pode levar a uma inflamação das glândulas anais e como o diagnóstico é executado.

Direita e esquerda da abertura anal são as glândulas anais no cão. Você produz uma secreção com o perfume individual, que separa o seu cão, especialmente quando ele excreta as fezes, e com o qual ele marca seu território. Mas como acontece uma inflamação anal?

Possíveis causas de uma infecção por sopro anal

Por via de regra, uma inflamação de glândula anal desenvolve-se em consequência de grudar ou entupir-se das glândulas anais. Isso pode acontecer como resultado da diarréia no cão. A secreção não pode ser liberada por um entupimento ou aderência das glândulas e, em seguida, é difícil. É assim que as bactérias podem invadir e causar a analgesite. Outras possíveis causas da inflamação são a função glandular exagerada ou mesmo reações alérgicas.

Diagnóstico de glândulas anais inflamadas

Uma inflamação anal deve ser tratada o mais cedo possível e é uma questão para o veterinário. Isso examina fisicamente o seu amigo de quatro patas, o que significa que ele primeiro inspeciona a área afetada no ânus. Se houver inchaço e vermelhidão, geralmente é uma inflamação das glândulas anais. Para estar no lado seguro, o veterinário examina cuidadosamente a área e verifica se o seu cão está com dor. Muitas vezes o médico massageia as glândulas anais manualmente, de forma que elas secretam a secreção, que é então examinada com mais detalhes.

É importante que outras doenças e causas, como alergia à saliva da pulga ou corpo estranho adiposo, sejam excluídas. Somente quando o médico tem certeza de que é uma inflamação anal e o que desencadeou, a terapia pode ser iniciada.

Compartilhe com amigos

Deixe seu comentário